Rumo ao maior desafio de nossas vidas – A realização de um sonho

Ah…finalmente esse post saiu.

Estava muito ansiosa pra escrever ele. Queria que ele saísse perfeito. Mas de tanto buscar a perfeição, ficava enrolando, enrolando…então resolvi pegar o computador…e começar a escrever…e deixar a emoção me guiar.

Então vamos lá.

Vou contar um pouco da nossa mudança de pensamento desde que as meninas nasceram, até a grande tomada de decisão que mudará nossas vidas completamente.

Há quem diga que filhos são obstáculos para realização de nossos sonhos e projetos pessoais. Mas aqui em casa foi diferente. Não sei explicar. Parece que o nascimento das meninas foi um impulsionador (sei lá se existe essa palavra) na nossa busca desenfreada de conquistas pessoais.

Sempre gostei muito de viajar. Mas a nossa rotina pesada de trabalhos acabou por fazer que esquecêssemos um pouco de nossos projetos. OK, nesse caso um projeto mais meu do que dele. Marcus não ERA muito dessa vibe. Mas SIM…as pessoas mudam…principalmente quando tem uma mala (prazer eu) por trás atormentando.

E pra completar, tenho um irmão que mora na Holanda e meus pais passam metade do ano lá e metade cá no Brasil. E nem preciso dizer que praticamente viajava com eles por histórias contadas e fotos mostradas.

E então a Bela nasceu….e uma vontade absurda de mostrar o mundo pra ela me acometeu (aqui no blog vocês podem conferir alguns posts de dicas para viajar de avião com bebês, dicas para malas de inverno, etc).

E foi então que quando ela fez 1 ano e 2 meses fizemos nossa primeira viagem pra Europa. O destino era: Eindhoven e Amsterdã na Holanda, Paris, Londres e de quebra demos uma passada na Alemanha e Bélgica.

Para Bela, não fazia diferença. Para o Marcus, uma viagem normal. Mas para mim….ah pra mim…como sonhei com aquela viagem. Sonhei mesmo gente, sem brincadeira….no sentido literário da palavra…sonhei várias vezes com essa viagem quando dormia.

Quando cheguei la, ao mesmo tempo que fiquei encantada e realizada….parecia que eu já havia estado naquele lugar. Não sei. Talvez por ouvir tantas histórias dos meus pais. Talvez por viajar um pouco com eles em cada história. Era tudo do jeitinho que imaginei. A arquitetura. Os castelos. As pessoas. Como tudo funcionava….como tudo era seguro…enfim…poderia ficar aqui horas falando.

Mas chegou a hora de voltar e nem preciso dizer que deprimida eu fiquei. Mas uma coisa coloquei na minha cabeça….um dia eu volto pra esse lugar.

E voltamos….no ano seguinte. Conhecemos outros países. Outros lugares. E nossa Belota sempre a tira colo.

Mas…mais uma vez a viagem acabou. Mais uma vez deprimida eu fiquei e meti outra coisa na minha cabeça: “Ainda vou morar nesse lugar.”

Mas não dependia só de mim….tinha meu marido que era totalmente avesso a Europa.

E sério gente. Encasquetei com isso. Coloquei na cabeça e pronto. Mas sempre achei que era uma coisa muito…mas muito distante.

Mas aí…o Brasil começou a dar sinal de crise. O Rio de Janeiro (onde moramos atualmente) começou a ficar cada vez mais perigoso. Notícias atrás de notícias. Noticias essas preocupantes e deprimentes. E praticamente TODA SEMANA, para não dizer TODO SANTO DIA eu falava no ouvido dele da minha necessidade de sair do Brasil e dar uma condição de vida melhor pra Bela. Sempre mandava reportagens de Brasileiros que largaram tudo em busca de condições mais dignas no exterior, notícias ruins do Brasil, etc.

E sabe qual é o pior? Via meu sonho cada vez mais distante, pois ele afirmava diversas vezes que nunca sairíamos.

E então nesse meio tempo….nosso inesperado mais esperado apareceu…e nasceu. Marininha….minha segundinha.

E quando eu falo que  os filhos aqui nos impulsionam….não estou mentindo.

Lembro como se fosse hoje….Marina com 15 dias, mamando serena no sofá da casa dos meus pais. Marcus senta do meu lado e diz: “Você quer mesmo sair do Brasil?”

E foi aí que tudo começou…..

1 ano de pesquisas se passou….

Foram meses na madruga com a Marina em um braço mamando….e o celular na outra mão buscando informações, entrando em grupos e sugando tudo que eu tinha de informação pra esse projeto.

E agora estamos aqui….há um mês de realizar nosso sonho. De transformar nossas vidas.

O destino escolhido? Portugal

Fica ligado aqui pois farei outro post contando o porque escolhemos Portugal e como se deu todo esse processo.

Tem alguma curiosidade ou algum tópico sobre essa mudança que você queira que eu conte aqui? Pode mandar email.

Ou me segue lá no instagram @encontrodemamaes e acompanha o dia a dia de uma mãe enrolada…com duas crianças e de mudança pra Portugal, vou adorar falar com você.

 

8 comentários sobre “Rumo ao maior desafio de nossas vidas – A realização de um sonho

  1. Lorena Correa

    Tou morta de curiosidade aqui para saber como rolou tudo isso, Também tenho muita vontade de sair do Brasil mas aqui ainda não rolou.

  2. encontrodemamaes Autor da Postagem

    Oi Lorena… vou fazer mais posts sobre isso. Minha vida está em função disso há um ano rs. Assunto não falta.
    Vc tem ig? Me segue lá… que lá eu conto mais sobre meu dia a dia e mostro tb como tem sido minha vida perto da viagem.
    😘😘😘

  3. Natalia Lima

    Arrepiada!!!! É a palavra que define ao ler seu post, pois compartilho dos mesmos sentimentos qdo falo/ penso em Europa, ahh e detalhe, marido também “entrando” na ideia!!
    Depois conta mais detalhes de suas buscas, se tem cidadania, um check list da organização rsrs…. Bjoss!! Muito feliz por vcs!!

  4. Nina Lopes

    Estou adorando!!! Vamos juntas!!! Quero todas as dicas. Em breve seremos vizinhas de novo !!! Boa sorte!!!

  5. encontrodemamaes Autor da Postagem

    Oi Natalia…tem mais posts lá. Já leu? Segue a gente no insta tb. @encontrodemamaes. Obrigada pelo carinho.

Deixe um comentário