Uncategorized

Negócio em casa: 5 idéias para montar o seu

negócio em casa

Mãe trabalhando on line

Você que já é mãe, ou que está grávida provavelmente já passou (ou vai passar) pelo dilema: E agora? Volto ou não ao mercado de trabalho? Vale a pena montar meu negócio em casa?

Relaxa, pois eu passei por isso, sua prima passou, sua amiga passou…enfim…todas as mães modernas passaram e passam por esse mesmo dilema.

Na primeira gravidez minha decisão era largar o emprego. Ahhhh como sofri com o fim da licença maternidade e a volta ao mercado de trabalho. Relato um pouco no post: “Minha licença acabou…E agora?.

Por quê escolhi a dieta low carb?

Quem me conhece há pouco tempo e me segue lá no instagram (@encontrodemamaes),fica impressionado com a minha força de vontade em acordar cedo quase que diariamente para treinar e manter a minha alimentação regrada.

São inúmeras mensagens que eu recebo de gente que desabafa e fala que gostaria de fazer igual. Confesso que fico MUITO feliz, pois de alguma forma estou conseguindo plantar a sementinha na cabeça das pessoas. Assim como algumas pessoas plantaram na minha e me fizeram dar o ponta pé inicial.

Bem…Se ela gostaria de fazer igual já é o primeiro passo. Agora ela PRECISA FAZER igual.

Buddha Eden – Um cantinho de paz perto de Lisboa

Ah gente….

Cada vez que visito um parque aqui em Portugal eu falo: Ahhh esse é meu preferido.

Ou seja…o preferido é sempre o último rs.

Mas esse realmente me encantou. Bacalhôa Buddha Éden, o maior jardim oriental da Europa.

Localizado na Quinta dos Loridos em Bombarral, no distrito de Leiria, cerca de 1 hora de carro de Lisboa.

Nesse jardim, com cerca de 35 hectares, você pode conferir esculturas modernas e contemporâneas, cuidadosamente colocada entre a vegetação, promovendo um ambiente de muita paz e tranquilidade….independente de qualquer tipo de crença, credo ou religião.

Birra – 7 dicas para lidar com ela

É…a fase do Terrible TWO ou do Terrible quase TWO não é nada fácil.
Se você não sabe o que é…dá uma olhadinha nesse POST que eu fiz quando a Bela estava prestes a fazer 3 anos.

Mas Marina furacão, como vocês sabem já chegou chegando e a sequência de birra começou cedo aqui, com 1 ano e meio. E diferente da Bela, não é só responder e fazer cara feia não. Com Marina furacão o negócio é mais embaixo. Ela se joga no chão, deita de barriga pra cima e fica gritando. E ai de você se ousar encostar nela….o que era ruim fica pior…ela se transforma…quer se soltar do seu braço….se pegar então já era…ela quer se jogar do colo…resumindo: SHOW DE HORRORES…Tudo que eu jurei que filha minha não ia fazer. Mas, como ser mãe é pagar a língua, ela foi lá e fez.

Escola Pública x Particular em Portugal – Nossa experiência

Escola Pública em Portugal

Fala pessoal…

 Ufa…

Ano letivo começou aqui em Portugal …e finalmente criançada foi pra escola…

Digo finalmente, pois a Bela já estava na escola lá no Brasil e há 3 meses (desde que chegamos, cá em Portugal) que ela estava em casa. Isso estava me deixando extremamente agoniada.

Marina com 1 ano e 7 meses é menos preocupante. Mas a Bela precisava desse momento. E é claro…que eu também né? Vamos combinar que ficar 3 meses acordando e inventando como distrair as crianças não é nada fácil.

Rumo ao maior desafio de nossas vidas – A realização de um sonho

Ah…finalmente esse post saiu.

Estava muito ansiosa pra escrever ele. Queria que ele saísse perfeito. Mas de tanto buscar a perfeição, ficava enrolando, enrolando…então resolvi pegar o computador…e começar a escrever…e deixar a emoção me guiar.

Então vamos lá.

Vou contar um pouco da nossa mudança de pensamento desde que as meninas nasceram, até a grande tomada de decisão que mudará nossas vidas completamente.

Há quem diga que filhos são obstáculos para realização de nossos sonhos e projetos pessoais. Mas aqui em casa foi diferente. Não sei explicar. Parece que o nascimento das meninas foi um impulsionador (sei lá se existe essa palavra) na nossa busca desenfreada de conquistas pessoais.

Os meus maiores medos na gravidez

Quando engravidamos, principalmente se for a primeira gravidez, uma enxurrada de dúvidas tomam conta da gente.

Aí o que acontece? Corremos pra onde? Dr. GOOGLE é claro (sim…temos um obstetra, mas sempre apelamos para o GOOGLE para tirarmos nossas dúvidas, é ou não é verdade?) e aí já era. Uma notícia puxa a outra, e você começa a ver as coisas mais bizarras da face da terra, e o pior….você começa a sentir todas aquelas coisas que você cismou que tem…mas em 90% dos casos não tem.

Minha experiência com o colar de âmbar!

Se você é mãe de criança, provavelmente já ouviu falar no Colar de Âmbar, certo?

Se não ouviu, provavelmente já viu no pescoço de vários bebês, aquele colar super estiloso, na cor caramelo, feito com várias pedrinhas. Com certeza já viu né?

Esse colar é chamado colar de âmbar do mar báltico.

Muito vemos na internet sobre informações técnicas desse colar. Mas pouco vemos de experiências de mães relatando se deu certo ou não com seus bebês.

Diástase Abdominal – Pós Parto

Olá mamães e futuras mamães,

Esse post é bem útil para vocês.

Vocês já ouviram falar em diástase abdominal?

Fui diagnosticada (descobri sozinha, não sei se posso usar esse termo rs) recentemente com diástase.

Mas o que seria isso?

Diástase, é quando alguns músculos abdominais se afastam durante a gravidez, gerando um abaloamento da região central da barriga, além de dor na lombar e na perna. Como na foto abaixo.

diastase-2

Em quem aparece?

A diástase costuma aparecer em mulheres com mais de uma gravidez, ou mulheres com falta de fortalecimento no abdômen. Como vocês podem ver, rs. era óbvio que eu teria.

Devo parar de trabalhar para cuidar dos filhos?

mulher-polvo2

Bem…

Vamos lá…

Esse é um assunto complexo que atormenta a maioria das mamães.

Quem não gostaria de poder fazer seu horário, ou trabalhar meio período e se dedicar a outra parte do dia aos filhos? Esse seria o mundo ideal né? Conciliar carreira e filhos.

Mas não é a minha realidade e nem a realidade da maioria das pessoas.

Quem tem me acompanhado, viu que há pouco menos de um mês larguei tudo para cuidar das  minhas filhas (quem não viu, pode ver aqui como se deu esse processo).