Creche, Babá ou casa da vovó?

creche, baba ou vo

Oi Gente…

Tudo bem?

Bem, esse tema é bem difícil para nós mamães né?

Quem trabalha fora, mais cedo ou mais tarde vai passar por esse dilema.

Lá em casa não tivemos muito problema quanto a isso, pois eu já tinha muito bem definido na minha cabeça o que eu queria para a Bela, e graças a Deus, tenho uma super mãe que também é uma super vó e me ajudou a colocar tudo em prática.

Mas acho fundamental tratar desse assunto aqui e ajudar as mamães e futuras mamães a responderem essa pergunta.

Importante deixar claro que qualquer decisão que você venha a tomar, vai ser uma decisão difícil. E que depois de tomada, você vai repensar e se perguntar várias vezes se tomou a decisão certa.

E o fato é que sempre vamos carregar conosco o peso de nossa ausência.

Mas faz parte da vida e temos que fazer de tudo para sermos o mais presente possível.

Então vamos lá…Vamos analisar as situações:

Casa da vovó

Não tem como negar que das 3 opções, essa é a que deixa as mamães mais tranquilas, já que sabemos que as vovós são incapazes de fazer qualquer maldade com nossos filhos.

Mas temos que ter em mente que ali o que prevalece são as regras da vovó. O que eu acho certíssimo, pois elas não tem obrigação nenhuma de ficar com eles.

Portanto, se você tem uma mãe ou uma sogra difícil, é bom repensar bem e avaliar as demais opções.

Quando voltei a trabalhar a Bela ficou até 1 ano e 4 meses com a minha mãe. E por mim deixava a Bela com ela até os 15 anos rs (a louca).

Mas não podemos deixar de lado o bom senso. Deixei a Bela com eles o máximo que pude, depois percebi que além da Bela precisar de contato com novas crianças, meus pais também tinham a vida deles e não queria mais prendê-los.

Como nem todas as mamães tem essa opção, vamos ver as outras.

Babá

Contratar uma babá tem diversas vantagens.

Uma delas é que seu filho vai ter alguém com a atenção 100% voltada para ele. Um dos principais motivos que levam as mamães a optarem por uma babá.

Além disso, ele vai ficar na sua casa, dormindo no seu quartinho e mantendo a sua rotina..

Outra vantagem, é que você pode e deve orientar a babá de como você quer que seu filho seja educado.

Mas lembre-se, seu filho é o que há de mais precioso em sua vida. Escolha sua babá com calma e só quando tiver a certeza de que escolheu a babá certa.

A babá ficará a maior parte do tempo com seu filho e é preciso que você tenha confiança nela. Se tiver um pouquinho de insegurança, por menor que seja, é bom repensar.

Creche

Essa foi a opção que eu e meu marido escolhemos.

Com 1 ano e 4 meses a Bela foi pra creche. e vejo nessa opção um grande número de vantagens também.

Primeiro porque conta com profissionais especializados e treinados para lhe dar com uma criança.

Depois porque é um pouco mais difícil acontecer algum tipo de maus tratos, já que a fiscalização é maior.

Além disso, o convívio com outras crianças é fundamental para o amadurecimento e desenvolvimento do seu filho.

Mas vale ressaltar que esse mesmo convívio pode fazer com que a criança fique mais exposta a alguns tipos de doença.

Que foi o caso da Bela, mas mesmo assim, não me arrependo da minha decisão.

A Bela evoluiu muito. Hoje com 2 anos e 4 meses já fala de tudo, monta frases grandes e usa a concordância de gênero e número.

E não tem nada mais fofo do que vê-la amadurecendo e criando seus vínculos de amizade.

Espero que eu tenha te ajudado pelo menos um pouquinho a decidir, o que eu posso chamar de “a decisão mais difícil” desde que fui mãe.

E lembre-se…qualquer decisão que você tome, é preciso que você esteja 100% segura.

Sair para trabalhar com a dúvida de como seu filho está sendo tratado é a pior coisa do mundo.

Portanto, pense e repense com calma e se programe.

Faça tudo com antecedência para voltar ao trabalho com a cabeça mais tranquila.

2 comentários sobre “Creche, Babá ou casa da vovó?

  1. Cristiane

    Nossa isso realmente é uma decisão muito difícil, porque quando nos tornamos mães, nossos filhos passam a ser a nossa parte mais preciosa, e ter que voltar a trabalhar é muito difícil, mas nem todas temos o privilégio de largar nossos trabalhos e viver apenas com o salário do marido, e ainda o que mais se encontra na internet é críticas a mulheres que voltam a trabalhar, e isso (pelo menos a mim) faz se sentir mais culpada. Mas sempre que estou com minha filha procuro lhe dar atenção e muito amor e carinho, faço de tudo pra ser uma mãe sempre presente na vida dela, e sei que ela sabe o quanto é amada e querida. Minha filha tem a mesma idade da sua e também fala muito bem, eu a coloquei na escolinha com 1 ano e 2 meses.

  2. encontrodemamaes Autor da Postagem

    Oi Cris… É difícil mesmo.
    Eu sofri muito quando precisei voltar a trabalhar. E confesso que as vezes tenho umas crises e tenho vontade de jogar tudo para o alto. Mas não dá né? A solução é essa… Fazermos dos momentos que estamos juntos um momento único.
    Bjus
    Si

Deixe um comentário