A difícil arte de educar – Parte II

Gente,

Eu estava toda programada para hoje fazer um post super fofo, dizendo que a Bela havia saído daquela fase difícil que eu relatei aqui.

Pois é…essa fase não durou muito.

Fim de semana foi maravilhoso, ficamos grudadas. Festinha, parquinho, papai noel, fizemos de tudo pra ela se divertir. E quando ela fica carinhosa…sai de baixo. Ela fica um grude. É uma delícia. Beijinho toda hora, “eu te amo mamãe”. Tudo é mamãe.

Pois bem, essa fase durou pouco. E ontem desandou tudo de novo.

Cheguei do trabalho e ela já não me deu muito papo. De cara já dá para sentir que não ia ser fácil.

Ficou com as manhas dela, mas logo passou. Foi jantar comigo na mesa. Pediu franguinho e eu dei. Pediu farofinha…eu dei. Pediu suco…eu dei. Pediu banana com saia….eu dei.

Pausa pra ver como ela engana bem com essa carinha rs.

foto2

Continuando….

Depois da banana com saia, tudo desandou.

Chamei para colocar o sapato para irmos embora (estávamos na casa dos meus pais) e veio um sonoro :NUM QUERO SAPATO

Coloquei-a no meu colo e ela ficou batendo as perninhas e teve a coragem de falar pra mim: SAPATO NA NA NI NA NÃO (gente….onde eles aprendem isso?)

Dei um esporro básico. Foi aí que ela levantou a mão pra mim uma vez e segurei. Na segunda a peguei no colo e  levei pra sala. Passei o sermão básico. Ela me pediu suco e tive que pensar em 5 segundos qual seria o castigo e o castigo foi ficar sem suco. Expliquei que se ela estivesse com sede ela teria água, mas suco não (tá certo…foi um castigo meio sem noção.  Mas castigo pra mim tem que ser na hora. E o que ela queria na hora era suco. Então foi esse mesmo).

Fechei a cara e fomos embora. Ela chorava de soluçar. Isso acabou comigo, mas me mantive firme.

No carro falei: Bela, foi muito feio o que você fez. “Mamãe está muito chateada com você.”

Estávamos passando em frente a uma igreja e vem uma voz lá no fundo: “Ó o Papai do Céu mamãe.”

Respondi: “Papai do Céu está muito triste com a Bela. E o papai Noel também.”

Ai ela continuou: “A Bela bateu na mamãe e a mamãe ficou chateada.”

E eu respondi: “A Bela foi menina feia. A princesa Elsa não bate na mamãe dela.”

E em seguida a resposta: E a princesa Ana? (essas crianças vêm geneticamente modificadas. Só pode.)

Respondi que a princesa Ana também não. E enfatizei que a Bela foi menina feia.

E ela não se deu por vencida e respondeu: “A Bela não foi menina feia não. A Bela é bonitinha).

Continuei: Foi menina feia sim. (Oi?? Como assim? Eu estava discutindo com uma criança de 2 anos. A maternidade tem dessas).

Vocês acham que ela desistiu? Claro que não….rebateu de cara: Menina feia não. A Bela é LINDA!!!!

Nessa hora minha sanidade voltou e fui de cara fechada pra casa. E ela fazendo de tudo pra chamar minha atenção.

Vocês acham que acabou por aí? NA NA NI NA NÃO rs….

Ela deu mais meia dúzia de chilique e ficou sem televisão.

O meu marido quando chegou deu mais um sermão e ela veio toda se querendo pedir desculpa. Desculpei sim. Mas o castigo foi mantido até a hora de dormir e também não dei muito papo.

Mas é isso. A maternidade nos faz passar por algumas situações que jamais esperávamos.
Faz pagar a nossa língua e jurar que nunca mais vai questionar a educação alheia.

E faz se questionar: Onde será que eu errei? (que mãe não se pergunta isso algumas vezes?)

Eu e meu marido não somos o tipo de pais que cedem a tudo. Punimos quando temos que punir e nos mantemos firmes nas punições.

Será que é personalidade dela já?

Será que é a crise dos dois anos (a adolescência da criança)?

Bem gente…é isso. Vamos forte na batalha. Educar não é fácil e ninguém disse que seria.

Isso é vida real…

4 comentários sobre “A difícil arte de educar – Parte II

  1. Ana Gabriela Iucif

    Gente, muito esperta! Mas continue assim, Si. Eles não podem ganhar no grito, na pirraça, ou pelo cansaço.
    Parabéns!!

  2. Hélida Martins

    Amiga, não é tarefa fácil educar ne? Prefiro ser a chata que educa e ensina o correto, do que me arrepender no futuro pela negligência… Faz parte da maternidade! Mas cansa ne!? Rs

  3. encontrodemamaes Autor da Postagem

    Isso aí….concordo plenamente. Melhor nós, mães ensinarmos o certo do que a vida …de uma forma mais dura.
    bjs

Deixe um comentário