Escola Pública x Particular em Portugal – Nossa experiência

Escola Pública em Portugal

Fala pessoal…

 Ufa…

Ano letivo começou aqui em Portugal …e finalmente criançada foi pra escola…

Digo finalmente, pois a Bela já estava na escola lá no Brasil e há 3 meses (desde que chegamos, cá em Portugal) que ela estava em casa. Isso estava me deixando extremamente agoniada.

Marina com 1 ano e 7 meses é menos preocupante. Mas a Bela precisava desse momento. E é claro…que eu também né? Vamos combinar que ficar 3 meses acordando e inventando como distrair as crianças não é nada fácil.

Ok! Confesso….eu estava doida pra ela voltar e eu poder descansar…sair com as amigas e poder ver falar de qualquer assunto que não seja relacionado a criança…#prontofalei

Mas aí como TODA mãe que se preza, o que aconteceu? Elas foram pra escola….sozinha eu fiquei….e escondida chorei. Ok…escondida não porquê a escola toda viu…#momentovergonhaalheia.

Mas nada melhor do que sentar aqui e escrever pra saudade passar e na rotina eu entrar.

Bem, vamos lá….

Esses dias no meu instagram (se você ainda não segue, corre lá: @encontrodemamaes  ) mostrei um pouco das escola das meninas…e simplesmente  bombou de perguntas e dúvidas sobre o sistema escolar daqui.

No momento estou com as duas experiências. Bela na escola pública e Marina na escola particular.

Então vamos lá tirar algumas dúvidas e matar algumas curiosidades.

ESCOLA PÚBLICA

A escola pública é boa? é de graça? é obrigatória a partir de que idade?

Essa, entre outras perguntas eu recebo diariamente.

Então vamos falar um pouco do ensino público para depois eu retratar minha experiência.

Bem, a escola é obrigatória em Portugal,  a partir do ensino básico, ou seja, a partir do 1° ano (o ensino básico compreende o 1°, 2°, 3°e 4° anos), quando a criança já tem 6 anos de idade.

Portanto, não se preocupe se você chegou no meio do ano letivo ou se seus filhos ainda não tem cidadania ou residência. Se eles tem 6 anos ou mais, eles não ficarão sem estudar. Pode ser que eles não estudem na escola mais perto da sua casa, mas o governo TEM QUE colocá-los em uma escola.

Para  quem tem crianças até 3 anos, já fica mais complicado achar vagas nas creches públicas, já que não faz parte da escolaridade Obrigatória de Portugal.

Como faço para matricular meu filho em uma escola pública?

A primeira coisa coisa que você tem que fazer é ir na junta da freguesia da sua região e se informar quais são a escola que pertencem aquela região (se você quer colocar seu filho perto da sua casa, vá na junta da freguesia de onde você mora. Se quiser colocar perto do trabalho, vá na junta da freguesia de onde você trabalha).

Definido as escolas,você precisa descobrir o período de matrícula e onde é a matrícula. Normalmente é entre abril e junho e é na escola sede do agrupamento.

Mas como eu disse anteriormente, se você chegou depois do período de matrículas, basta se dirigir a escola SEDE e obter informações de como se dará o processo e em quais escolas há vaga.

Documentação

No dia da matrícula, você preencherá um formulário indicando 5 escolas em ordem de preferência.

Portanto, dê uma olhada em todas as escolas do agrupamento, pesquise e leve anotadinho. Não faça como eu que cismei com uma, queria essa (e graças a Deus consegui) e não sabia o nome das outras e precisei colar de uma outra mãe. Afinal, nem sempre o que é bom pra ela é bom para mim.

Lá eles vão te pedir uma foto tipo passe da criança (nossa foto 3×4), o cartão cidadão ou passaporte seu e da criança, comprovativo de morada (ou se quiser colocar perto do trabalho, tem que ser um comprovativo do seu endereço do trabalho), o NIF (CPF brasileiro, importante tirar assim que chegar…em breve um post sobre isso) seu e da criança e o boletim de vacinas (pode ser o do Brasil).

No caso da Bela, como era pré escola, só precisei desses documentos. Mas se o seu filho já está no 1° ano ou acima, precisa do histórico escolar devidamente apostilado, de acordo com o apostilamento de Haia.

Matrícula feita…é hora de esperar sair a lista das escolas e ver onde seu filho vai estudar.

 

A escola pública é de graça?

Sim e não rs.

Não se paga mensalidade na escola pública, mas se paga o almoço, lanche e prolongamento.

A Bela por exemplo é do Pré. Então ela pode entrar entre 8:30 da manhã e 9:10 (quando se fecham os portões). A saída é as 15:30. Mas ela pode sair as 18 hs se eu pagar o prolongamento.

O valor do prolongamento varia de acordo com o escalão (quanto você ganha) e tem 3 valores: 85 euros, 44 euros ou 12 euros.

No caso do Pré escolar, o inglês não é obrigatório, mas você tem a opção de pagar o inglês a parte, 20 euros (não sei se muda de escola pra escola).

E o almoço e lanche também são pagos por dia e também varia de acordo com o escalão, ou seja, quanto você ganha. Mas você tem a opção de mandar de casa.

O almoço pode ser 1,50 euros/dia ou 0,73 euros/ dia ou de graça.

O lanche pode ser 0,50/dia, 0,25/dia ou de graça. Vale muito a pena mandar.

A escola é boa?

No geral as escolas públicas são muito boas. Essa da Bela é excelente em termos de infra estrutura. É uma escola nova (5 anos), muito lúdica, LINDA e bem acolhedora.

O ensino é o melhor da região que moramos e tem fila de espera pra ela.

Mas já ouvi dizer que nem todas aqui são assim. No geral o ensino é EXCELENTE e melhor que as particulares do Brasil, mas em termos de estrutura tem algumas mais antigas. Portanto é fundamental pesquisar.

Uma coisa que achei muito legal aqui…é sobre o apadrinhamento, onde um aluno de uma série mais nova, apadrinha um aluno mais novo para mostrar pra ele a escola, tirar dúvidas e etc.

Ajuda na socialização do novato e ajuda os mais velhos a terem um senso maior de responsabilidade com os pequenos, cisa que vejo muito aqui na Europa….falei um pouco disse no meu insta…

ESCOLA PARTICULAR e IPSS (Escolas financiadas pelo Estado)

É muito cara? Funciona igual ao Brasil? É melhor do que a Pública?

Bem, aqui optamos por colocar a Marina em uma creche/escola e como ela tem apenas 1 ano e 7 meses, é praticamente impossível colocá-la em uma creche pública, por falta de vagas.

Pesquisei 5 escolas e me apaixonei por todas. Cada um do seu jeitinho. Realmente gostei de todas. Mas essa que escolhi foi o melhor custo-benefício.

Valores e Horários

Bem, assim como no Brasil, temos as escolas mais caras e as mais baratas. Mas mesmo assim os preços são incomparáveis. No Brasil uma creche está mais caro do que uma faculdade.

Aqui em Portugal os preços variam de 220 euros até 400 euros. Mas veja bem….a de 400 euros são as bilíngues.

Aqui não se tem a opção de deixar meio período, como no Brasil. O ensino é integral tanto nas públicas quanto nas privadas.

Na idade da marina, é claro que é mais flexível. Posso pegar a hora que eu quiser, mas sem ser bagunça e respeitando as rotinas das crianças. Mas na mensalidade ela pode entrar a partir das 7:30 e pode ficar até às 17 hs.

Assim como na pública eu tenho a opção de pagar o almoço e lanche ou levar de casa.

O valor do almoço + 2 lanches varia de escola pra escola e é na faixa de 80 a 85 euros/mês.

A escola funciona como no Brasil?

No geral eu achei bem parecida. Tem a fase de adaptação, o desfralde,,etc.

As escolas que vi são bem acolhedoras.

A rotina é bem diferente. Aqui os bebês não tomam banho na escola/creche e nem se tem o hábito de escovar os dentes após almoço em nenhuma idade. Difícil se adaptar né não?

Ahhh e para as mamães de festeira de plantão, aqui se tem o hábito de ter festinha na escola sim. Mas é festinha tá? Limitando-se a um bolo e um suco e normalmente os pais não participam.

A ESCOLA privada é melhor que a ESCOLA pública?

Bem, não podemos generalizar. Existem escolas boas e ruins em qualquer sistema.

Apesar delas estarem em idades bem diferentes e ser um pouco difícil a comparação, uma coisa eu posso garantir.

Assim que puder colocarei a Marina na escola pública e se possível na da Bela.

Ainda estamos no começo do ano letivo e não pude sentir muito em relação ao ensino…mas em relação a organização (desde a apresentação, adaptação, etc) eu estou gostando mais da escola da Bela.

Não que eu desgoste da escola da Marina, mas a da Bela surpreendeu.

Sala da Marina - Escola Particular

Sala da Marina – Escola Particular

Escola da Marina

Escola da Marina

E as creches/escola IPSS?

Essas escolas IPSS (Instituições Particulares de Solidariedade Social), que só descobri que a da Marina é depois da matrícula, são instituições particulares mas em que dependendo do seu escalão, ou seja, do seu rendimento familiar, o governo ajuda. Então por exemplo, na escola da Marina, se você estiver no escalão A, pode pagar 50 euros e ainda ser isento do almoço e lanche.

Ah uma dica valiosa, muita gente me pergunta como me organizei pra essa mudança, com tanta  tanta informação na internet.

Pois é gente…além dos grupos de facebook que me ajudaram bastante, esse Guia de Morar em Portugal foi fundamental para essa viagem dar certo e conseguir transformar nosso sonho em realidade. Vale muito a pena ler.

Gostou do Post? Não esquece de assinar o blog e compartilhar.

E é claro…segue nossa aventura lá no instagram…(@encontrodemamaes)

 

2 comentários sobre “Escola Pública x Particular em Portugal – Nossa experiência

Deixe um comentário