Meu filho vai mudar de creche. E agora?

bebe creche

Oi Pessoal,

Estou sumida né?

Estava de férias e viajando. A tentação de escrever no Blog foi muito grande, mas precisava tirar esses momentos para me dedicar exclusivamente à minha família.

Mas agora voltei e não tinha como não escrever sobre esse tema.

No final do ano passado, decidimos quem em janeiro de 2015 mudaria a Bela de creche.

Sabemos que são muito os motivos que levam as mamães a decidirem uma outra creche para seus filhos: a creche que está muito cara, o horário que não atende mais, a distância, entre outros.

Aqui, o motivo foi o horário, que não estava mais nos atendendo.

Confesso que foi uma decisão muito difícil. Tentamos de tudo e colocamos no papel tudo o que poderia ser feito para não mudá-la. Mas não teve jeito. Como digo aqui em casa, trocar de creche é mais difícil do que a escolha da primeira creche.

Primeiro por causa da comparação. Você acaba comparando uma creche com a outra. Mas não adianta. Temos que entender que cada uma tem sua metodologia e temos que aceitar. Não existe certo ou errado. Temos que nos adaptar à nova realidade.

Segundo por causa da adaptação. Para nós mães, mudar de creche é difícil sim. Mas sempre mudamos para melhorar nossa vida. Mas para nossos filhotes é muito mais difícil, já que eles não tem opção.

Para eles a mudança de creche implica em mudar de professores, mudar de amiguinhos, mudar de ambiente e mudar de rotina.

Aqui, para deixar o clima mais ameno, e a mudança ser menos traumática tentei fazer tudo bem devagarinho:

  • Optamos por trocá-la só em janeiro, pois já havia acabado um ciclo na creche antiga e agora ela começaria um novo ciclo. E muitos dos amiguinhos da turma estariam no mesmo processo. Acho que facilita bastante.
  • Antes de fechar com a creche, levei a Bela para passar um dia lá. foi fundamental. A minha decisão foi baseada na reação dela. Como ela ficou muito bem, resolvi que era lá mesmo que ela ficaria.
  • A Bela está na fase de ser desfraldada, tirar a chupeta e fazer a transição do berço pra cama. Resolvi esperar e postergar esses momentos. Sem pressa.
    Seria uma enxurrada de novidades pra ela. Depois que ela estiver bem adaptada, começamos as coisas aos pouquinhos. Respeitando seu ritmo.
  • A conversa é fundamental. Achamos que eles não entendem, mas eles entendem tudo. Todo dia eu converso um pouquinho, falando que ela vai começar na escolinha nova. Sempre fazendo uma referência ao que ela mais gostou quando foi conhecer a creche (no caso dela, o balanço da Minie).
  • O primeiro dia (ontem) resolvi deixar a Bela bem pouquinho. Ficou só 3 horinhas.Tirou o soninho da tarde lá e quando acordou eu já estava esperando por ela.

Bem, não tem jeito. Meu coração está apertadinho, mas faz parte. Precisamos nos adequar. Mas acho que fazendo tudo devagarzinho e sem pressa, a gente consegue fazer desse momento o  mais tranquilo.

Um comentário sobre “Meu filho vai mudar de creche. E agora?

  1. Hélida Martins

    Simone, adorei o post! Ainda mais que Belinha e Lucas estarão juntos novamente!!!! A Bela vai se adaptar muito bem! Vai dar tudo certo!!!! Eu acredito que para nós é sempre mais difícil do que pra eles… acho que as crianças, em geral, tem capacidade de adaptação maior do que nós adultos!

Deixe um comentário