Minha experiência com o colar de âmbar!

Se você é mãe de criança, provavelmente já ouviu falar no Colar de Âmbar, certo?

Se não ouviu, provavelmente já viu no pescoço de vários bebês, aquele colar super estiloso, na cor caramelo, feito com várias pedrinhas. Com certeza já viu né?

Esse colar é chamado colar de âmbar do mar báltico.

Muito vemos na internet sobre informações técnicas desse colar. Mas pouco vemos de experiências de mães relatando se deu certo ou não com seus bebês.

Eu fiquei muito na dúvida se comprava ou não….por isso o objetivo desse post é relatar um pouco da minha experiência com esse acessório que começou a fazer o maior sucesso depois que foram divulgadas fotos da filha da Gisele Bundchen usando esse colar.

Mas vamos por partes….

O que é o âmbar e para que serve?

O âmbar é uma resina vegetal, encontrada na região dos Bálticos (principalmente).

Nele se encontra o ácido succínico e segundo estudos, esse ácido em grandes quantidades serve como um poderoso relaxante neuromuscular e em pequenas quantidades, ele tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias.

Aí que entra o benefício dele nos bebês. Em contato com a pele do bebê, o colar libera micro partículas desse ácido, servindo como um calmante natural, ajudando também no desconforto da dentição e aumentando a imunidade dos pequenos.

Mas funciona mesmo?

Não foi comprovado NADA cientificamente. Mas, pais que usam em seus filhos garantem a eficácia do colar.

Minha experiência

Mas vamos ao que interessa. Casos práticos.

Marina sempre foi MUITO agitada…e sempre sofreu muito com o dente.

Tentei camomilina C, tentei shantala, chá de camomila….enfim…TUDO. Mas nada tirava o desconforto e nem a acalmava.

Solução: apelar para o Colar de Âmbar, afinal de contas….sou mãe….e pagar a língua faz parte da maternidade, pois jurava que isso era modinha e eu nunca ia cair nos encantos desse colar.

Paguei a língua bonito e não tiro o colar do pescoço dela.

Mas mandando a real nua e crua é que o colar como calmante natural não funcionou. Marina é uma criança super tensa, agitada….mas é da personalidade dela. E também não posso esperar um milagre né? Apesar de eu querer um pra ver se a bichinha se acalma rs.

Mas em relação ao dente foi tiro e queda. Ela parou com a babação, parou de colocar a mãozinha na boca e depois que coloquei o colar, NUNCA teve febre. Aliás, ela nem se quer ficou doente.

Quando o nariz começava a escorrer, durava uns 3 dias e não passava disso. Nunca evoluiu pra nada. Se é coincidência ou se são os efeitos do colar eu não sei, Mas em time que está ganhando não se mexe.

Se eu recomendo?

Sim….recomendo….ver os dentinhos crescendo sem nenhum problema pra ela já valeu o investimento.

Além disso, usado conforme as dicas de segurança abaixo, mal não faz. Fora que ele é um charme.

É seguro?

Aqui em baixo eu dou umas dicas de segurança recomendada pelos especialistas. Mas a Marina, mesmo sendo da pá virada se adaptou super bem ao colar. Não tentou tirar nenhuma vez. Varia muito de acordo com o perfil de cada bebê.

O que a pediatra dela falou?

Por incrível que pareça, a pediatra não foi contra. Disse que já ouviu falar sobre os benefícios em relação a dentição. Seguindo as dicas de segurança, não custa tentar.

Mas é muito importante seguir algumas dicas de segurança e ficar atenta para algumas recomendações:

  • O colar só funciona se for o verdadeiro, ou seja, da região do Báltico. A maioria das lojas que vendem, tem um certificado comprovando a autenticidade. Mas você pode também fazer um teste (mas abaixo eu explico como).
  • Entre cada pedrinha deve haver um nó. Assim se o colar arrebentar, somente uma pedrinha cai.
  • O colar não deve ser muito comprido para não correr o risco do bebê levar a boca. Recomenda-se que ele tenha em torno de 32 cm.
  • O fecho deve ser de rosca e coberto com uma resina para que a criança não consiga abrir.
  • Aqui a Marina dorme com ele. Mas porque ela já acostumou, mas não é recomendado que o bebê durma com o cordão.

Como saber se o cordão que comprei é verdadeiro?

  • Coloque uma gota de álcool em uma das pedrinhas. Se ficar viscosa não é o verdadeiro.
  • Faça uma mistura de uma parte de sal com duas de água. Coloque uma parte do cordão. Se boiar É VERDADEIRO.

Se você tem alguma dúvida pode mandar email. E não deixe de seguir a gente no instagram: @encontrodemamaes

Compartilhe com suas amigas grávidas ou que foram mães agora.

 

Deixe um comentário