O primeiro ano do bebê também é o primeiro ano de uma mãe

“Quando nasce um bebê, também nasce uma mãe.”

E não tem frase melhor para retratar esse primeiro momento da maternidade: o primeiro ano de vida do bebê.

Não adianta cursos, não adianta livros e não importa quantos filhos você tenha, cada bebê é único e é no primeiro ano de vida que você aprende a ser mãe e ele filho.

É nesse ano que o bebê mais demanda da sua mãe. Mesmo dando sorte, como eu, de ter um marido super participativo e pais que me ajudam muito, não adianta, nessa fase é a mãe ou a mãe.

E acabamos por nos anular um pouco como mulher, esposa, filha, amiga pra nos dedicar a maternidade e perceber que junto com ela, vem uma bagagem de informações e começamos a realizar que aquela imagem romântica no comercial de margarina fica só no comercial de margarina.

Instintivamente começamos a nos colocar sempre em segundo plano e perceber o quanto somos fortes em algumas horas e como somos adaptáveis a diversas situações que antes nem imaginávamos.

Dor?  Se ele precisa se alimentar, você vai se contrair de dor nas primeiras mamadas (porque como dói nos primeiros dias) e mesmo assim vai ficar apaixonada por aquele serzinho sugando seu leite e junto com ele suas energias rs.

Sim, você vai estar cheia de pontos (caso você tenha feito uma cesárea) e vai conseguir dar banho, ninar, amamentar, etc.

Dormir é para os fracos rs. A madrugada é longa, Cada mamada de meia hora na madrugada parece 3 dias rs,

E você vai ver que você pode sim ser feliz, almoçando sozinha comida gelada depois de todo mundo ter comido rs.

Considero o primeiro ano de vida do bebê uma prova de fogo, onde tudo é muito novo e se você passar por ela, passa por qualquer coisa.

Portanto meninas que estão vivendo esse momento, pensamento positivo rs, Vai passar e as coisas vão se ajeitando. Outras dificuldades virão, mas vocês vão tirar de letra.

Pensando nisso, a PAMPERS patrocinou um dos vídeos mais lindo que eu já vi.

Nesse vídeo, os pais tem a oportunidade de fazer uma pequena homenagem às mães no primeiro ano dessa nossa nova vida.

Nem preciso dizer que chorei litros né?

 Confira o vídeo na íntegra e compartilhe com as mamães que você conhece.

 

Deixe um comentário