Quando do mundo corporativo me libertei

trabalhar de casa

Um dia qualquer depois da escola

Há 1 ano atrás eu publiquei um dos post que mais fizeram sucesso aqui no Blog: Filho x Carreira – A decisão mais difícil da minha vida!, onde eu conto um pouco sobre meu processo de saída do meu emprego para tocar meus projetos pessoais e profissionais e quem sabe um dia conseguir trabalhar de casa.

Desde então, semanalmente eu recebo dúvidas e comentários de mães, que admiram minha coragem e assim como eu tem vontade de dizer adeus ao mundo corporativo…a bater ponto…e passar mais tempo agarrada nas crias.

Lógico…tem mães que gostam, que curtem essa correria do dia a dia. Que precisam estar nesse meio. Faz bem pra elas. E é isso aí…temos sempre que fazer o que nos faz bem.

Mas não era o meu caso rs e sei que não é o caso de grande parte das mães….e desde o início esse é o objetivo do BLOG…ajudar as mães que se identificam com algumas situações e divulgar as minhas experiências.

Então vamos lá…

Desde que a Bela nasceu, eu sentia uma necessidade absurda de ficar em casa.

A volta da licença maternidade foi um dos piores dias da minha vida. Aff…chorei de soluçar uma semana antes de voltar a trabalhar.

Mas….voltei…e???? Na zona de conforto eu entrei. Meu maior erro.

Fui empurrando com a barriga…empurrando…empurrando…

Chegava em casa, ela dormindo e eu chorava. Saía pra trabalhar e a deixava na creche com o coração dilacerado. Ia para o trabalho e chorava.

E assim foram…meus dias….durante anos….rezando pra chegar o fim de semana.

Até que engravidei da Marina….e desde então jurei a mim mesma que não ia cometer o mesmo erro.

Maasss…a licença foi acabando e cadê a coragem de ir no RH e abrir mão do meu salariozinho todo dia na conta? Cadê?

Voltei….e a coragem não vinha. E sempre a mesma desculpa (de mãe que se sente culpada) tomava conta de mim: “Ahh toda mãe passa por isso.” “Ahhh,, como vou pagar a festinha de aniversário”.”Ahhh, e aquela viagem pra Disney (que por sinal elas nunca foram), como vou pagar”.

“Não consigo ficar em casa sem fazer nada …vou surtar”.

OPPAAAA…e quem disse que precisamos ficar em casa sem fazer nada? Primeiro que cuidar de bebê já dá um trabalho do %$#@*&. E de bebê e criança mais ainda. E de bebê, criança e casa….nem precisa comentar né não?

Mas aí juntou a situação da empresa que não estava muito favorável. A minha sede de sair e tocar meus projetos pessoais e profissionais e o curso de negócios online que eu fiz pra ver que sim….é possível a gente se realizar como mãe, mulher e profissional.

E Simone, valeu a pena?

Se você me acompanha lá no instagram a resposta está na cara rs (ó eu babando a cria na saída da escola aqui em baixo).

Pegando a \marina na escola depois de trabalhar de casa

Se não acompanha, posso garantir que valeu muito a pena.

É claro…precisamos sempre de um planejamento para não ficarmos perdidas. Afinal, no meu caso, foram 17 anos no meio corporativo.

Na primeira semana bateu o desespero do tipo:” o que eu fiz da minha vida?”.

E confesso que naqueles dias de stress em que a casa está bagunçada, filha chorando, marido de mau humor, dá uma vontadezinha de sair pra trabalhar. Mas dá e passa rs.

Ah, mas mesmo assim eu não tenho essa coragem…

Pois é…eu também não tinha. Achava que era impossível conseguir isso…

Vejo muitos amigos, com filhos ou sem filhos, infelizes no que estão fazendo e me dá uma agonia.

Essa mudança pra Portugal me fez evoluir muito. Abdicar de muitas coisas que antes eu achava essencial e que hoje eu vejo que é muito melhor viver sem.

Claro, abdiquei de alguns luxos…mas em troca ganhei o tempo que eu sempre sonhei com a minha família.

E como sempre falo, o pior arrependimento é o do tempo perdido.

Como me organizar então pra trabalhar de casa?

Arraaa…aí é que está.

Pesquisei muito. Falei com mães que conhecia na internet na cara de pau.

Perguntei sobre a rotina, se elas tinham se arrependido, como elas faziam para não perder a independência financeira e fiz alguns cursos on line que além de me nortearem, me ajudaram nessa organização.

Portantoooo…estou eu aquiiii rs

Consolidando em um documento as dicas que recebi e o que implementei para conseguir organizar minha vida e conseguir trabalhar de casa.

Se você estiver interessado em receber, assina o blog aqui no canto direito da barra de rolagem que eu vou mandar o email pra você.

Se gostou, chama as amigas mães, que não são mães, os amigos, as avós, pra receber também.

Vamos criar uma rede de mães empreendedoras…que tal? Acho que muita coisa bacana pode sair daí.

E segue a gente lá na no instagram , tem muito assunto bacana e muita gente legal pra conhecer.

Deixe um comentário