Rumo ao maior desafio de nossas vidas – Portugal-E agora?

“E agora estamos aqui…há um mês de realizar nosso sonho. De transformar nossas vidas.

O destino escolhido? Portugal”

E foi assim que acabou o primeiro post em que eu conto como se deu a nossa decisão em sair do país. (Se você não leu….não deixe de clicar aqui).

Mas e agora? Por onde começar? O que fazer?

Eu de licença maternidade…com uma filha de 3 anos e uma recém nascida em casa.

Marcus trabalhando que nem um louco.

Já sabíamos que para uma mudança desse porte dar certo só há 2 coisas essenciais: PLANEJAMENTO e VONTADE.

E com a gente não foi diferente. Isso mesmo….o planejamento já começa a partir do momento em que a decisão foi tomada. E aqui em casa antes de qualquer coisa já definimos: Eu, que estava em casa, fico responsável por todas as pesquisas e obter o maior número de informações.

E foi assim que se deu os passos seguintes.

Qual foi o primeiro passo? Nem preciso falar né? Dr. GOOGLE e minhas super perguntas: “Como morar no exterior?”, “É possível morar no exterior?”, “O que fazer para morar no exterior.”

Ahhh essa é clássica: “É possível morar no exterior com pouco dinheiro?” (quem nunca? rs…)

E depois fui afunilando:

“Morando em Portugal, por onde começar?”, “Custo de vida em Portugal.” e assim por diante.

Mas sério gente….se prepara para noites e noites sem dormir, pois essa pesquisa começa a ficar viciante. É uma bola de neve. Você entra num site pra procurar custos, esse site já te leva pra outro que fala sobre documentação, que depois te leva pra outro que te fala sobre emprego. Quando você percebe, já está amanhecendo e você não dormiu ABSOLUTAMENTE NADA.

Mas sabe qual é o mais engraçado? Que você nem sente falta de dormir. A sua adrenalina e sede por informação é tão grande que você fica horas e horas pesquisando na maior felicidade do mundo.

Junto com as pesquisas, você começa a ver MUITOS vídeos de brasileiros no exterior.

Ahhhhhh aí já era. Você começa a ver brasileiros que se deram bem lá fora e lascou….sua vontade é pegar as suas coisas e ir no dia seguinte mesmo.

Nossa…como esses vídeos de superação começa a nos despertar cada vez mais a vontade de sair.

Mas uma coisa MUITO fundamental e que me ajudou muito nessa busca ensandecida de informação, são os grupos do FACEBOOK e INSTAGRAM (quem quiser mais informações sobre os grupos que participei, pode mandar email ou me contactar pelo instagram @encontrodemamaes ).

Impressionante como nesse grupo as pessoas estão dispostas a ajudar. São pessoas que passaram pelo mesmo processo que você passou e que ainda vai passar e já sabem todos os problemas que você vai enfrentar.
É só colocar suas dúvidas e em pouquíssimo tempo terá a solução.

E mais do que isso. Nesses grupos você vê todas as situações possíveis. Gente que foi há pouco tempo. Gente que mora lá há anos. Gente que voltou porque não se adaptou. Gente que está se adaptando. TUDO…e então você começa a perder um pouco daquela visão de que morar fora é viver no mundo de Alice e começa a ser mais realista. Você percebe que enfrentará MUITAS dificuldades e que cabe SOMENTE a VOCÊ escrever sua história.

Agora o principal mesmo é que você é capaz de fazer amizades nesses grupos. Impressionante mesmo o carinho das pessoas. Lembro até hoje da primeira pessoa que conheci e que falo até hoje.

A Cris. Com uma história muito parecida com a minha…Eu praticamente vivi com ela via whatsapp durante um tempo. Ela filmava pra mim o caminho da escola da filha, o mercado, o apartamento e por aí vai. Foi minha grande incentivadora a não desistir. Hoje a Cris tem um grupo no face, o “Brasileiros em Braga” e presta consultoria e faz alguns serviços para quem está querendo se mudar (anota aí o bizu: contato@brasileirosembraga.com). Ela é uma fofa e com um baita conhecimento.

PRONTO…Meses buscando informações. E agora?

Depois de ter levantado TODO tipo de informação que você possa imaginar: documentação, escola, saúde, mercado de trabalho pra mim e pro Marcus, cidadania, residência, salários, custo de vida (mercado, agua, luz, aluguel…TUDO) o próximo passo é organizar as informações e apresentar pro Marcus.

Isso mesmo gente. Marcus se envolveu muito pouco nesse processo e eu coloquei tudo organizado como se fosse mesmo uma apresentação de TCC (trabalho de Conclusão de Curso da faculdade).

Só que como todo planejamento, o principal não podia faltar:

Nossa planilha de Custos.

Fiz uma mega planilha colocando todos os custos que levantei (considerando a região que a princípio havíamos escolhido para morar. Mas depois tudo mudou, mas aí é assunto para outro post), colocando o valor que tínhamos disponível pra levar e fiz uma simulação com a variação do EURO.

Além disso fiz uma projeção de quantos meses conseguiríamos nos sustentar caso a gente não consiga trabalhar e assim sem ter nenhuma renda extra.

Se esse planejamento vingou?

Bem…vamos lá…fiz esse panejamento há um ano atrás, quando decidimos então dar esse passo. Até aqui MUITA coisa mudou….saí do emprego, mudamos a região que iríamos morar…mas esse planejamento foi FUNDAMENTAL. foi ele que nos disse: SIM É POSSÌVEL A REALIZAÇÃO DESSE SONHO.

Informações levantadas…Planejamento financeiro efetuado. E AGORA?

Agora, rumo a conhecer Portugal pela primeira vez e decidir onde vamos morar…A exato um ano atrás.

Eu, Marcus, Marina com 3 meses e Bela com 4 anos…a Viagem mais emocionante de nossas vidas e que ia ditar nosso destino.

Prometo que vou contar sobre ela no próximo post.

Gostou do post? Compartilhe para podermos ajudar o maior número de pessoas que acham que é inviável esse projeto….

E não esquece de seguir a gente no Instagram (@encontrodemamaes) e acompanhar nosso processo de mudança.

Nem preciso dizer que vou amar conversar com você…se tiver dúvidas, dicas e etc. pode mandar mensagem, email, direct ou comentar aqui.

bjs 

 

 

Deixe um comentário