Saindo do Brasil – A saudade dos que AINDA não deixamos

Sei que no último post em que falei de todo o processo de planejamento pra nossa saída do Brasil (clique aqui pra ver) eu havia prometido falar sobre a nossa primeira viagem para Portugal..

Mas…

Diante de tanta novidade…sei que a mais difícil será ela…a SAUDADE.
Eita sentimento bonito de escrever mas tão difícil de se viver. E por isso que resolvi dar lugar a ela hoje no blog.
Diante de tanto aperto, acho que é o melhor que eu tinha a fazer.

Engana-se quem acha que temos saudades somente daquilo ou de quem já deixamos pra trás.
Sentimos saudades também de quem sabemos que vamos deixar (e ainda não deixamos) e como a vida é um ciclo e cada um toma seu caminho, não podemos evitar.

Aliás, se tem saudade pior do que daqueles que AINDA vamos deixar eu desconheço.
Ela ainda não é uma lembrança. Ela está lá…presente, te impedindo de viver o momento com medo do que vem pela frente. E cabe SOMENTE a VOCÊ se desvencilhar dessa armadilha para o momento viver.

Posso dizer que essa fase pré-viagem é um tanto quanto agoniante.

Pensa numa montanha russa…

Você tem a fase da subida em que você pensa “Caraca PO%$#@, o que eu estou fazendo aqui? Em que furada me meti?”

Depois você tem a fase das descidas e loopings e com aquela adrenalina….no calor do momento você pensa: “Caraca PO%$#@, que bom que estou aqui.”

E depois a hora em que o carrinho para, e na calmaria você pensa: “Ainda bem, que estou aqui. Ainda bem que nessa furada me meti.” E vem aquela sensação de alívio.

Pensou? Realizou?

É assim que tem sido meus dias. TODOS OS DIAS.

Pareço que estou e uma montanha russa constante diariamente.

Sempre certa da decisão tomada. Mas com aquela sensação de querer levar todo mundo comigo numa mala.

Tem gostados do meus textos e do BLOG? Compartilha e siga a gente no instagram: @encontrodemamaes . Essa divulgação é fundamental para continuidade do meu trabalho.

Obrigada a todos pelo carinho que tenho recebido.

Deixe um comentário