maternidade

Desacelere…Por você…Por eles…

A vida ligada no piloto automático blinda nossa visão, impedindo que enxerguemos as coisas na sua essência e nos entreguemos por inteiro no momento.

Quantos dias você não acorda pensando no que dar de café da manhã para as crianças, na roupa que tem que ir pro trabalho ou na conta que tem que pagar?!

Ok! Você deu o café da manhã… saiu pra trabalhar com aquela roupa que você ficou montando na sua mente. Pagou sua conta. E agora? Qual vai ser o almoço delas? E o meu? Putz tenho que ir no mercado… E o relatório pro chefe? Vou fazer antes ou depois da reunião? Putz mas hoje eu tenho reunião na escola! Como vou fazer? Amanhã chego mais cedo… ou não… saio mais tarde, é melhor…

A primeira semana de uma recém dona de casa

dona-de-casa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oi Gente…

Tudo bem?

Nossa…fiquei tão feliz com a repercussão do último post (Filho x Carreira – A decisão mais difícil da minha vida!) que resolvi contar um pouco de como está sendo essa primeira semana em casa, afinal de contas, trabalho (ou melhor rs…trabalhava)na minha área desde os meus 18 anos.

O primeiro ano do bebê também é o primeiro ano de uma mãe

“Quando nasce um bebê, também nasce uma mãe.”

E não tem frase melhor para retratar esse primeiro momento da maternidade: o primeiro ano de vida do bebê.

Não adianta cursos, não adianta livros e não importa quantos filhos você tenha, cada bebê é único e é no primeiro ano de vida que você aprende a ser mãe e ele filho.

É nesse ano que o bebê mais demanda da sua mãe. Mesmo dando sorte, como eu, de ter um marido super participativo e pais que me ajudam muito, não adianta, nessa fase é a mãe ou a mãe.